sexta-feira, 1 de setembro de 2017

O que estou fazendo – Recapitulando 2017

Voltei novamente pra dizer que eu estava morrendo de saudade. Que me afastar dos livros e da escrita me fazem me sentir um pouco vazia e que justamente agora que eu deveria ter tempo pra escrever, é que a minha vida tá um turbilhão. Saí recentemente do meu trabalho, decisão que foi muito pensada e analisada, e que aparentemente foi a melhor do mundo, o que me permitiu descansar bastante e ainda no mesmo mês de saída, me dedicar a muitos projetos que estavam parados. Eu havia pensado nisso em Maio, mas ficava com medo de abrir mão de um emprego que eu considerava bom e que além de me deixar muito confortável financeiramente, eu tinha uma certa instabilidade. Mas aos poucos ele estava me cansando muito e de maio pra cá eu me senti realmente esgotada. Eu já havia falado com meu chefe e apesar da relutância, ele disse que me ajudaria, mas que eu teria que esperar.
No mês passado eu participei de um treinamento que abriu meus olhos pra tudo isso que eu estava sentindo. Naquele momento eu percebi que nenhum dinheiro no mundo compraria a sensação de um dia acordar e perceber que o tempo passou e eu não fiz nada que eu queria.
Agora eu me dedico mais a mim, literalmente. Me dedico a coisas que eu sempre quis fazer, a minha saúde, a minhas vontades, e a todas as coisas que normalmente eu abria mão.


O que eu estou…

Fazendo: Aula de violão, academia, me preparando pra viajar, estudando um pouquinho de cada vez já que agora não preciso ter pressa, me aproximando mais da família, me mimando mais. Dormindo melhor, cuidando melhor da alimentação, lendo devagar pra aproveitar cada parágrafo, ouvindo música sem pressa, saindo pouco mais aproveitando mais já que não tenho a pressão de trabalhar no dia seguinte. Pesquisando cursos em outras cidades, conversando mais com os amigos, ponderando estudar pra concurso e voltar pra natação-talvez quando criar coragem de colocar o maiô-.

Cozinhando: Quase nada. A maioria das vezes quem cozinha é a minha irmã, o que é ótimo por que tô bem enjoada pra comida.

Bebendo: Cerveja. Muita cerveja preta desde que me descobri apaixonada por cervejas premium.

Lendo: Uma curva na estrada, de Nicholas Sparks.

Procrastinando: Aprender inglês. Não que eu esteja fazendo isso por que não quero ou por que é ruim. Mas eu me frustrei na busca por um curso de inglês e definitivamente não consigo estudar bem sozinha.

Querendo: Uma bolsa. E apesar de eu ter dinheiro pra comprar e zilhões de opções, ainda não encontrei nenhuma que realmente me agrade.

Procurando: Minha meta de vida. Desde que participei de um treinamento no meu antigo emprego, eu consegui identificar algumas áreas que eu precisava focar mais na minha vida. De lá pra cá foi fácil dar início a alguns projetos, mas eu realmente ainda não tenho certeza do que eu posso chamar de ‘meta de vida’.



Decidindo: Qual será a minha nova tatuagem.

Curtindo: Ver o meu sobrinho, Victor, crescer!

Esperando: Minha viagem pra Jampa.

Imaginando: Meu futuro daqui a um ano, por que pela primeira vez na minha vida, ele depende única e exclusivamente de mim.

Ponderando: Os gastos que fiz no último mês.

Ouvindo: Summertime sadnesse da Lana Del Rey.

Considerando: Me dedicar a concurso, por que por mais que eu tenha um foco diferente disso, é sempre bom estar estudando e ter algo ‘certo’, financeiramente falando.

Comprando: Só comida, rsrs. É incrível como eu tenho dinheiro, tempo e preciso comprar várias coisas pra mim, mas não gosto de comprar-itens femininos no geral.

Assistindo: Once upon a time.

Agradecendo: Por ter tido coragem de mudar minha vida completamente e dar início a diversos projetos que sempre estiveram só no papel.

Precisando: Viajar pro exterior, não morro feliz se não fizer isso.

Devendo: Uma ida ao dentista.

Cheirando: A perfume de bebê, acho que depois do Victor, todo cheirinho de criança me agrada.

Usando: Tênis e mais tênis.

Seguindo: Tudo o que a Jéssica do femmefatalebyjeh posta, ô mulher incrível.

Descobrindo: Que eu posso até gostar de malhar.

Sabendo: Dizer sim e não. Finalmente tô controlando de verdade a minha vida.

Pensando: Que é sempre bom ter um plano B.

Deixando de gostar: De gente infantil. Antigamente me divertia, hoje me irrita.

Rindo: Dos shows dos 4 amigos.

Sentindo: Vontade de ter um mozão, mas só de vez em quando.

Celebrando: O fato de eu não descobri tarde demais como viver a vida.

Pretendendo: Cuidar mais de mim.

Abraçando: A nova Carla, que é muito mais corajosa e determinada.


Esse post ficou bem grande, mas conseguiu resumir tudo o que eu queria dizer. O mais legal de tudo isso é que sai do emprego há menos de um mês e já comecei metade do que eu pretendia fazer. Agora é ter foco e determinação.

Um comentário:

  1. Você transmite uma energia maravilhosa Carla, parabéns pela nova etapa da sua vida. Foco e determinação eu tenho certeza que vc tem e vai alcançar todos os seus objetivos. Curta bastante João Pessoa e as pessoas que realmente gostam de vc. Estou sempre na torcida pela sua felicidade, vc é uma pessoa de luz!

    ResponderExcluir

Comente à vontade!