terça-feira, 3 de junho de 2014

Medo de Amar


Passei um tempo ouvindo minha amiga relatar o quão conturbado tinha sido seu ultimo relacionamento. O quão doloroso é gostar de alguém e o quanto aquela dor pode ainda piorar quando resolvemos tirar determinada pessoa de nossas vidas.

Enquanto ouvia, sentia vontade de bater nela. Sentia vontade de agarrar em seus ombros e dizer que aquilo tudo era besteira e que ia passar, prometi até me intrometer na história. É simplesmente insuportável ver duas pessoas que se gostam tanto abdicando da felicidade por... na verdade, por nada. Até agora ainda não entendi o que aconteceu com as duas. Sei que estar de fora, é estar de olhos abertos e talvez por isso eu possa compreender o que se passa naquele meio. Mas quem está dentro, com o coração machucado, os olhos ardidos de chorar e um orgulho que pesa mais que a saudade talvez não compreenda que a dor de saudade corrói e machuca e muito mais.


Morar em uma cidade pequena dificulta muito quando tentamos esquecer alguém. Seja pelos amigos em comum, redes sociais, barzinhos, festas, até no caminho para a faculdade, enquanto esperamos o ônibus podemos ver aquela pessoa passando em um veículo com outro destino.



Hoje, minha miga sofre do medo do abandono, do medo de amar demais(mesmo já amando), o medo de viver a vida que ela quer ao lado de quem ela ama. Medo de não amar de novo, medo de dizer que sente saudades. 


"Eu desisti Carla, não dá mais. Vou excluir ela do face."


Esse foi a ultima mensagem que minha amiga me enviou.  Ela só esqueceu de analisar: Será que é realmente tão fácil tirar uma pessoa que tanto gostamos das nossas vidas? Excluir do face, deletar o numero de telefone, parar de andar nos mesmo lugares. Será mesmo que tudo isso funciona? E as lembranças, o sentimento? E tudo aquilo que habita no peito?



Nada mais justo que uma musiquinha "melosa" pra finalizar o post.

"Perdoa se estou te ligando, amor, nesse momento mas me fazia falta escutar de novo só por um instante sua respiração. Desculpa, sei que estou quebrando o nosso juramento, sei que existe outro em seu pensamento, mas meu coração pediu pra te dizer: Que estou morrendo, morrendo por dentro. E é tanta saudade morando em meu peito"


"O amor é uma praga, destrói as vidas, cega, emudece e adoece, mas também serve pra construir, descobrir novos sentidos, achar a cura pros males da solidão. Amar é repartir com o outro um sentimento em comum. É sofrer sim, mas também é perdoar. Amar é simplesmente perceber que algumas coisas só valem a pena quando é feita a dois."

4 comentários:

  1. Aah que coisa bonita!
    Beijos!
    www.yarasousa.com

    ResponderExcluir
  2. Hipopituitarismo é uma doença rara que impede a pessoa de amar. --> Essa frase me lembrou do post.

    ResponderExcluir

Comente à vontade!